340 Visualizações |

Quem disse que somente os diamantes são para sempre?

Diamantes são para sempre. Com este slogan, criado em 1947, e uma campanha publicitária milionária, o mundo passou a acreditar que investir em uma peça de joalheria significava comprar uma jóia com diamantes.

Felizmente, nos últimos três anos, uma nova tendência tomou conta do universo dos joalheiros. Pedras preciosas diferentes, com lapidações modernas e cores marcantes se tornaram a nova fronteira em jóias finas.

E mais… pedras não tão caras, como a turmalina, o citrino e alguns cristais usados em litoterapia (com o objetivo de favorecer aspectos físicos e emocionais) encontraram um público cativo nas estrelas de Hollywood, o que impulsionou ainda mais esta tendência.

Conheça aqui, algumas destas gemas, verdadeiras maravilhas da natureza! E me digam se somente os diamantes são para sempre…

Topázio Rutilado

Topázio Rutilado – Foto: Gem Rock

Topázio Rutilado

Principal jazida: Brasil

Rutilo é um mineral feito principalmente de dióxido de titânio. Pequenas inclusões de Rutilo, na forma de agulhas, melhoram o valor de uma pedra preciosa por causa de sua aparência interessante e incomum. O Topázio Rutilado é altamente valorizado por seu brilho e transparência e permite lapidações nos mais diferentes formatos.

Spinel Vermelho

Spinel Vermelho – Foto: Greenwich Jewelers

Spinel Vermelho

Principal jazida: Myanmar

Não, é não é um rubi, mas o Spinel Vermelho há muito tempo se confunde com um. Houve um surto recente na demanda pela pedra hiperpigmentada. Em 1996, você podia comprar um Spinel Vermelho por U$300,00 o quilate. Hoje, ele custa mais de U$10.000,00 (o quilate!…)

Opala Australiana

Opala Australiana – Foto: Joel Price Opals

Opala Australiana

Principal jazida: Austrália

Quando se pensa opala, tons suaves de branco e verde vem à mente.Mas o Lightning Ridge, de Down Under, tem um redemoinho caleidoscópico de vermelhos, azuis, roxos e amarelos. O seu “fogo” intenso finalmente pegou o consumidor de luxo.

Turmalina Paraíba

Turmalina Paraíba – Foto: Joalheiro de Greenwich

Turmalina Paraíba

Principais jazidas: América do Sul

As turmalinas vêm em várias cores, mas esta variedade azul é proveniente de uma mina no Brasil que agora está totalmente exaurida. Hoje, encontrar a verdadeira turmalina da Paraíba é o equivalente a encontrar um diamante azul.

Safira Pêssego

Safira Pêssego – Foto: Greenwich Jewelers

Safira Pêssego

Principal jazida: Sri Lanka

Essas safiras estão ganhando popularidade entre as mais discretas consumidores que procuram uma pedra de cores quentes. As pessoas parecem estar gostando da cor pêssego em diferentes campos de design.

Granada Mandarim

Granada Mandarim – Foto: James Alger Co

Granada Mandarim

Principais jazidas: África
O Mandarim está entre as Granadas mais raras.Vindo do noroeste da Namíbia, esta variedade ganhou força no comércio de pedras preciosas nos últimos anos, tornando-se um novato no mundo da joalheria.

Alexandrita

Alexandrita – Photo: Greenwich Jewelers

Alexandrita

Principais jazidas: Rússia e Brasil

Como exibe os tons vermelho e verde, as cores da antiga Rússia Imperial, tornou-se a pedra nacional do país. A Alexandrita é mais conhecida por sua mudança de cor. À luz do dia é verde e à noite transforma-se em um vermelho rosado. Ela se tornou a preferida de muitos e algumas gemas de Alexandrita atingem preços equivalentes aos dos diamantes.